patrocinadores Oficiais do SC Freamunde

patrocinadores Oficiais do SC Freamunde

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Freamunde 0-1 Estoril

Pouca sorte!
.
Mais uma vez o Estoril venceu o Freamunde, a tradição assim como a sorte, mantém-se a favor dos canarinhos. Tó Figueira também deu uma ajudinha para que isso acontecesse, o guarda-redes do Freamunde fica ligado da pior forma à derrota de ontem, ele que até vinha a fazer um grandíssimo campeonato até ao momento. Na marcação de um livre, um remate fraco do jogador do Estoril acabou por entrar após intervenção deficiente do guardião da casa.
A partir deste momento (6 minutos de jogo), só uma equipa atacou, a do Freamunde, embora não o tenha feito da melhor forma, ataque continuado, jogo sempre no meio campo estorilista, podia e deveria ter originado muitos mais lances de perigo para a defesa visitante, o que não aconteceu. Muito jogo directo e poucas oportunidades de golo foi o«filme» quase até final.
Os «capões» mais uma vez demonstraram muitas dificuldades em fazer golos e em situação de desvantagem pior ainda. Os avançados nunca foram verdadeiramente perigosos, Bock passou ao lado da partida, foi apanhado em fora de jogo um sem numero de vezes, Marcos Silva mostrou não estar ainda bem entrosado embora tenha mostrado alguns bons pormenores, e os que entraram no decorrer do jogo não fizeram melhor, Nuno Silva teve uma actuação fraquissima, Gustavo esteve melhor um pouco mas não o suficiente. Raviola esteve fraco, falta de ritmo, lento a pensar, completamente em baixo de forma, e então quando passou a ocupar a posição de defesa direito (não se percebeu a substituição de Mangualde, passando a jogar no seu lugar Raviola), pior. Alem disso, desperdiçaram-se inúmeros lances ofensivos, cruzamentos sem nexo, que paravam irremediavelmente nos braços do guarda redes do Estoril ou então fora das 4 linhas.
.
No geral o Freamunde teve uma actuação fraca, não jogou bem, embora o Estoril não o tenha feito melhor. A sorte não nos acompanhou e premiou a equipa que veio unicamente defender.
De resto, o Freamunde precisa de melhorar rapidamente o seu jogo ofensivo ou arrisca-se a sofrer muitos dissabores ao longo da temporada.
.
Melhor do Freamunde: NELSON - Sem ter muito trabalho defensivamente nunca comprometeu. Nas situações de ataque, como sempre foi dos que mais desequilibrou.
.

4 comentários:

Anônimo disse...

Boa noite.
Tenho uma opinião formada sobre os jogos do Freamunde, é a seguinte:
Pelo que tenho apreciado ao longo do tempo, o factor casa é prejudicial para o Freamunde, nós adeptos não ajudamos os nossos jogadores a terem a devida calma para fazerem o seu jogo, ficamos irritados, mal um jogador recebe a bola, sente logo a pressão dos adeptos que se exaltam logo, tipo: vamos passa a bola... estão logo a dar instruções para o interior do campo, criando desta forma uma pressão muito grande nos jogador, que como todos sabemos não querem desiludir os seus adeptos.

Sou a favor da pressão, quando vejo que os jogadores não lutam, o que não é o caso.

Eu sei que os nossos jogador são capazes de mais e melhor, mas em casa! Frente ao seu público não o querendo desanimar, acusam a tal pressão.
Quem não sente pressão quando estão a ser observados e receber ordens?

Quem não sente pressão! quando sabem que estão a perder e querem dar a volta ao resultado e não consegue, porque tudo lhes correr mal e sentem que nas bancadas os seus observadores "adeptos" estão irritados, nervosos...?

Acho que devemos ter mais calma e deixar os jogadores fazerem o que melhor sabem, jogar futebol.
Quando os virmos mostrar desinteresse pelo clube, aí sim, vamos fazer barulho e ficar irritados.

Abraço
Vítor Loreira

Anônimo disse...

Concordo cm o resumo e cm o comentario do vitor. Ha pessoal que se exalta d mais durante o jogo,nao tem calma nenhuma. As criticas sao feitas no fim.

M@RC€lo @BR€U disse...

quando jogam com os amarelos cagam-se todos e... perdem. tou a espera do dia 11 de fevereiro . vai ser a matar e nem vos ides segurar com o peso da derrota

Anônimo disse...

Não podia estar mais de acordo com o Vitor. Não se entende como por exemplo os sócios conseguem passar um jogo todo a deitar abaixo os seus proprios jogadores. Se se acham assim tao bons nisso concorram ao lugar do Jorge Regadas. lamentável..