terça-feira, 26 de agosto de 2014

Analise à 1ª derrota do Freamunde no campeonato

O Freamunde perdeu o 1º jogo a contar para a II Liga, num jogo que parecia ir terminar num empate a zero, o golo do Maritimo aos 82`caíu como um balde de água fria, porque do mal o menos, o empate parecia certinho!
A equipa insular veio a Freamunde deliberadamente jogar para o empate, logo no inicio da 2ª parte do jogo, já os jogadores adversários faziam tudo para «passar tempo», e no jogo jogado, o aspecto defensivo foi praticamente o único aspecto com que se preocuparam em toda a partida. Com um sector defensivo de estatura muito alta, o Maritimo chegou e sobrou para resolver o jogo directo que os azuis tentaram em algumas partes da partida, e como o Freamunde também durante os 90 minutos teve algumas dificuldades  em entrar no ultimo reduto madeirense, as oportunidades não foram muitas. Contudo a unica equipa que assumiu as «despesas do jogo» foi a equipa da casa completamente. O Freamunde tentou vencer e acabou derrotado por uma equipa que só quis empatar.

Regresso de Ansumane

O guineense Ansumane regressou a Portugal e fez a sua estreia absoluta na II Liga entrando no jogo durante a segunda parte. O avançado freamundense mostrou que tem lugar no onze titular, e que vai dar muitas dores de cabeça ao treinador. Filó não se pode queixar do plantel, tem soluções de qualidade no ataque, quando Dally estiver a 100%, não vai ser fácil escolher entre Dally, Fausto, Tiago Cintra e Tiago Leão, Jô e Ansu.

Resumo: Freamunde 0-1 Maritimo B


segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Freamunde-Marítimo B, 0-1: Eficácia dita triunfo

VISITADOS FALHAM GRANDE PENALIDADE

Um Marítimo B eficaz e feliz assegurou, este domingo, o segundo triunfo consecutivo na 2.ª Liga, por 1-0, e quebrou a invencibilidade do Freamunde, que desperdiçou uma grande penalidade, em encontro da terceira jornada.

O central Igor Rossi marcou o golo da vitória, aos 82 minutos, de cabeça, após canto da esquerda, depois de Tiago Sá, aos 64, ter defendido uma grande penalidade cobrada por Jô, após derrube de Touré a Pedrinho na área maritimista.

Os locais, que somavam por vitórias os jogos disputados, assumiram a despesa do encontro, dominaram, mas nunca revelaram discernimento no último terço e conseguiram assustar pela primeira vez Tiago Sá aos 41 minutos, num remate frontal de Pedrinho.

O Freamunde entrou ainda mais decidido na segunda parte e Robson, aos 47 minutos, rematou às malhas laterais, num lance que antecedeu a grande penalidade defendida por Tiago Sá (Jô rematou para o meio da baliza e o guarda-redes, que escolhera o seu lado direito, deixou a perna direita com a qual impediu o golo).

Ansumane e Tiago Cintra entraram nos locais e ajudaram a acentuar o domínio, mas seria o Marítimo, contra a corrente do jogo, a colocar-se na frente do resultado, a oito minutos do fim, quando Igor Rossi ganhou nas alturas à concorrência e bateu, de cabeça, Marco Rocha, na sequência de um pontapé de canto.

A equipa orientada por Filó nunca baixou os braços e tentou minimizar os estragos e chegar à igualdade, mas viu os seus intentos esbarrarem na boa organização defensiva da formação insular, hoje eficaz e, sobretudo, feliz na forma como somou os três pontos.

Freamunde e Marítimo B somam seis pontos cada, numa classificação liderada pela Oliveirense, com nove.

Ao intervalo: 0-0.

Marcador: 0-1, Igor Rossi, 82 minutos.

Freamunde: Marco Rocha, Bruno Santos (Rui Rainho, 84), Monteiro, Luís Pedro, Huguinho, Barbosa, Robson, Allan (Tiago Cintra, 60), Jô, Pedrinho e Fausto Lourenço (Ansumane, 60). Suplentes: Jorge Baptista, Rocha, Rui Rainho, Lio, Toni, Ansumane e Tiago Cintra.
Treinador: Filó.

Marítimo B: José Sá, Tiago, Touré, Igor Rossi, Armando, Pana, Filipe Oliveira, Carlos Daniel (Gonçalo Dias, 89), Chidinho (Xavier, 63), Kukula e Fábio Abreu (Ibrahim, 80).
Suplentes: Rui Vieira, Luís Miguel, Barata, Gonçalo Dias, Ibrahim, Aldaír Neto e Xavier.
Treinador: Carlos Graça. Árbitro: Rui Oliveira (Porto).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Igor Rossi (29), Bruno Santos (34), Touré (62), Ansumane (66), Carlos Daniel (73), Luís Pedro (84) e Kukula (90).

Assistência: Cerca de 500 espetadores.

@Record

domingo, 24 de agosto de 2014

Participa neste passatempo



Vá de férias pelo país ou pelo mundo e leve o SC Freamunde na bagagem e no coração.

Tire uma foto durante as suas férias com algo referente ao SC Freamunde, coloque uma bandeira na Torre Eiffel ou no Big Ben, vista a camisola no Gerês ou Portimão, escreva o nome do nosso clube nas areias de Copacabana ou de Nazaré, coloque o cachecol no Cristo Rei ou na Torre de Belém. Seja criativo e envie-nos a sua foto de férias 2014 para passatemposcf@gmail.com ou através de mensagem privada pelo facebook do SC Freamunde (oficial) até ao dia 10 de Setembro, com o seu nome e local onde foi tirada.

Entre o dia 10 e o dia 20 de Setembro, todas as fotos enviadas serão publicadas na página oficial do SC Freamunde no facebook, o autor da foto que durante esse período alcançar mais GOSTOS, ganha uma camisola oficial do SC Freamunde época 2014/15.

Cada participante pode concorrer com o máximo de duas fotos.

MOSTRA A TUA PAIXÃO!!

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Uma vitória no Domingo dará melhor arranque de sempre



Em caso de vitória no próximo Domingo frente ao Maritimo B, o Freamunde conseguirá o seu melhor arranque de época na II Liga de sempre. Em todas as 10 participações no 2º maior campeonato de futebol português, os «capões» nunca conseguiram 3 vitórias nas primeiras 3 jornadas. Neste momento a equipa liderada por Filó, já leva duas vitórias em duas jornadas e igualou a campanha feita pela equipa de Jorge Regadas na época 2007/08, em que venceu na 1ª jornada a equipa do Penafiel e depois foi vencer 0-1 no terreno do Olhanense, contudo à 3ª jornada, o Freamunde não foi além de uma derrota 0-1 em casa frente ao Beira Mar.
Domingo frente aos madeirenses, o Freamunde pode fazer o pleno, continuar na liderança do campeonato e bater o record da equipa de 2007/08.
Não deixe de ir apoiar ao estádio esta equipa e em uníssono gritar e levar a nossa estrela à vitória.

FORÇA FREAMUNDE!!

Freamunde vs Maritimo "B"

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Ac. Viseu 1-2 Freamunde



O Freamunde somou este domingo a segunda vitória em dois jogos na 2.ª Liga, ao vencer em casa do Ac. Viseu por 2-1.


A equipa visitante entrou praticamente a ganhar, quando, aos três minutos, Pedrinho, solto ao segundo poste, finalizou um cruzamento de Fausto. Os viseenses sentiram o jogo e os minutos seguintes foram de alguma ansiedade da equipa. Alguns passes errados e bolas perdidas, com Alex Costa, no banco, a pedir calma aos seus jogadores.

Aos poucos a equipa da casa foi equilibrando e, aos 42 minutos, Tiago Borges ganhou um lance de insistência, isolou-se pela esquerda, fintou Marco e cruzou para Sandro Lima, que se limitou a empurrar para o fundo da baliza. No segundo tempo, o jogo foi muito repartido, mas nem sempre bem jogado, com as defesas das duas equipas a não darem grandes hipóteses aos avançados adversários.

O jogo ia-se arrastando, até que, ao minuto 65, Rainho, acabado de entrar, fez um grande golo, ao finalizar de "trivela" um bom trabalho individual. Alex Costa mexeu na equipa e juntou Paulo Roberto a Sandro Lima, mas a expulsão de Alex Porto, aos 77 minutos, limitou a capacidade ofensiva da equipa. Os viseenses apostaram depois no futebol direto, mas sempre sem grandes problemas para Marcos.

Jogo no Estádio do Fontelo, em Viseu.

Ac. Viseu - Freamunde, 1-2.

Ao intervalo: 1-1.

Marcadores: 0-1, Pedrinho, 3 minutos. 1-1, Sandro Lima, 42'. 1-2, Rainho, 65'.

Equipas:

Ac. Viseu: Ivo Gonçalves, Tiago Costa (Paulo Roberto, 67'), Tiago Gonçalves, Pedro Santos, João Carneiro (Ricardo Ferreira, 60'), Alphonse, Alex Porto, João Coimbra (Marcel, 60'), Luisinho, Tiago Borges e Sandro Lima.

Suplentes: Nuno Oliveira, Vinicius, Filipe Nascimento, João Ricardo, Ricardo Ferreira, Marcel e Paulo Roberto.

Treinador: Alex Costa.

Freamunde: Marco, Monteiro, Edson (Lio, 76'), Barbosa, Pedrinho, Fausto, Jô, Huginho, Robson (Toni, 26'), Luís Pedro e Allan (Rainho, 60').

Suplentes: Jorge Batista, Rui Rainho, Lio, Tiago Cintra, Rocha, Tiago Leão e Toni.

Treinador: Filipe Rocha.

Árbitro: Pedro Proença (Lisboa).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Sandro Lima (34'), Toni (37'), Pedro Santos (47'), Monteiro (59), Rainho (85') e Lio (85'). Cartão vermelho direto para Sandro Lima (77').

Assistência: Cerca de 1.000 espectadores.

LUSA

Segunda Liga: 2ª jornada


Trofense-Tondela, 2-2
(Dário 5' e Riascos 25'; Tiago Barros 39' e Joel 45'+2 g.p.)

Atlético-Chaves, 2-2
(Bjorn 25' e 46'; João Góis 19' e João Vieira 72') 

Marítimo B-Portimonense, 1-0
(Marcos Barbeiro 49')

Ac. Viseu-Freamunde, 1-2
(Sandro Lima 42'; Pedrinho 3' e Rui Rainho 67') 


Sporting B-Santa Clara, 3-1
(Enoh 18', Tobias Figueiredo 85' e Chaby 90'+3; Materazzi 37') 

Leixões-Benfica B, 2-1
(Moedas 34' g.p. e Valente 53'; Marcos Valente 63') 

Oriental-Beira-Mar, 1-0
(Roncatto 72') 

U. Madeira-Farense, 3-0
(Élio 30' e 62' e Mendy 54') 

Feirense-Olhanense, 2-2
(Gonçalo Abreu 38' e 82'; Celestino 29' e Rodrigo António 52')

Sp. Covilhã-FC Porto B, 2-1
(Kizito 3' e 45'+1; Ivo Rodrigues 14')

Sp. Braga B-Aves, 2-0
(Chidi 25' e Fábio Martins 87')

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Escola de Futebol Estrelinhas


INSCREVA JÁ O SEU FILHO!

Captações no Freamunde para Escolinhas


Pedrinho um dos maiores talentos da Segunda Liga


Pedrinho, diminutivo de Pedro Moreira, atleta do Freamunde que tem feito furor neste inicio de temporada, dando seguimento à magnifica época 2013/14 no CNS, culminando com a conquista do titulo nacional.

Pedrinho natural de Cristelo, Paredes, fez a sua formação quase toda no SC Freamunde, desde muito jovem se evidenciou na «cantera» azul, destacando-se de entre as centenas de jovens que diariamente correm atrás da bola no complexo desportivo freamundense, tendo como prémio a assinatura do seu 1º contrato profissional no futebol, na altura integrando a equipa orientada por Nicolau Vaqueiro também na II Liga. O primeiro ano como sénior não correu da melhor maneira, quase sem oportunidades para jogar, Pedrinho somou apenas umas dezenas de minutos de uitização, não evoluindo da melhor forma as qualidades por demais evidentes que apresentara durante a sua formação.
Na temporada seguinte, Nuno Sousa tomou conta da equipa do Freamunde, e fez questão de contar com o jovem médio para «atacar» novamente a II Liga, contudo, com apenas 1 minuto de utilização até ao mês de Dezembro, o clube azul resolveu emprestar o atleta ao Vila Meã, então na 3ª Divisão Nacional serie B. Pedrinho aproveitou a oportunidade da melhor forma, agarrando de emediato a titularidade na equipa amarantina, somando 17 jogos realizados em menos de meio ano, e apesar de ser médio, apontou 4 golos durante a presença em Vila Meã.
Nessa mesma temporada, 2012/13, o clube com o qual ainda tinha contrato por mais uma época desportiva, havia descido de divisão, Pedrinho regressa à «casa mãe» o Freamunde, que por sua vez também resolve mudar de treinador. Carlos Pinto ingressa nos «capões», e desde o inicio do campeonato, resolve dar a titularidade a Pedrinho, ao que o médio responde com grandes exibições e uma maturidade incrível, parecendo um jogador maduro. O atleta sagrou-se campeão nacional de seniores, disputou 35 jogos entre Taça de Portugal e campeonato, e apontou 3 golos, todos de belo efeito, outros tiveram próximos de entrar nas redes adversárias, principalmente de livre directo, uma das armas secretas de Pedrinho.
Na actual temporada, o técnico Filó, também não quis desperdiçar as qualidades do atleta de 21 anos, e desde logo o nomeou com um dos capitães de equipa, apesar da sua juventude, assim como um lugar no«onze» titular, quer na Taça da Liga, quer na 1ª jornada da II Liga 2014/15, ao que Pedrinho correspondeu com uma excelente exibição, e coroando essa mesma exibição com o golo pleno de qualidade e calma perante o guardião contrário, entregando os 3 pontos ao Freamunde.

Pedrinho, 21 anos, formado no Freamunde, é desde já uma das maiores promessas deste campeonato da II Liga 2014/15, estando sob os olhares de vários clubes, que certamente não enjeitarão a oportunidade de resgatar um médio jovem, talentoso, polivalente e com uma raça, atitude dentro de campo difícil de igualar.