patrocinadores Oficiais do SC Freamunde

patrocinadores Oficiais do SC Freamunde

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Sp. Covilhã 1-1 Freamunde



in "O Jogo"

Liderança desperdiçada na serra

Quem desperdiça tantas e tão boas ocasiões como o Covilhã fez ontem, num jogo em que foi claramente superior ao seu adversário, arrisca-se a não vencer. Com a possibilidade de se isolar na liderança em virtude da derrota do Santa Clara em Barcelos, na véspera, a equipa de Hélio Sousa não esteve à altura das exigências e deixou-se empatar, após o golo de Roma, de grande penalidade, num livre superiormente apontado por Brandão, e que deu um sabor de injustiça ao marcador.

DECLARAÇÕES
"Mais importante que a liderança, eram os 3 pontos
Hélio Sousa treinador do Covilhã

"O nosso adversário mostrou melhor futebol"
Jorge Regadas treinador do Freamunde

"Record"

O Sp. Covilhã desperdiçou esta tarde a oportunidade de ascender à liderança isolada da Liga Vitalis, ao empatar a um golo com o Freamunde, em jogo da sexta jornada. A equipa serrana soma assim 11 pontos, tantos quantos Santa Clara e Boavista, equipas com as quais reparte a liderança da prova.Os locais tomaram conta do jogo desde o primeiro minuto, instalando-se no meio-campo da equipa adversária. Do lado do Freamunde apenas o veterano Bock conseguia dar qualidade ao futebol da equipa, que acabou por dispor do primeiro lance de verdadeiro perigo: Nélson centrou da esquerda para Marcos Silva, aos 7', que, sem oposição, atirou por cima da baliza. Os da casa responderam, ao minuto 13, com Paulo Campos, sozinho na grande área a procurar o passe, quando tinha oportunidade de rematar, permitindo a Rui Jorge anular a jogada.Logo no início do segundo tempo, Bock obrigou Igor Araújo a uma grande defesa e, com 50 minutos jogados, os serranos acertaram na barra, por Milton, a passe de Roma. O irrequieto Roma acabaria por ser o homem em destaque, entre os da casa, ao fazer o golo na conversão de uma grande penalidade, a castigar derrume de Filipe a Paulo Gomes. O Sp. Covilhã não foi capaz de manter a vantagem, muito por culpa do recém-entrado Brandão, que na conversão de um livre directo, colocou a bola no ângulo direito da baliza de Igor, que nada podia fazer. Até final, o conjunto leonino dispôs de ocasiões para marcar, mas Roma não conseguiu aproveitá-las.

SP. COVILHÃ-Igor Araújo, Vladimir, Mozer, Edgar, Diego, Paulo Gomes (Scoppa 75'), Milton, Pimenta (Alex 84'), Paulo Campos (Dani 65'), Basílio e Roma
Suplentes: Bura, Alex, Scoppa, Ruben, Elivelton e Dani
Treinador: Hélio Sousa

FREAMUNDE-Tó Figueira, Mangualde, Rui Jorge, Bruno Ferraz (Brandão 72'), Nelson, Raviola, Filipe Pastel (Cascavel 75'), Luís Pedro, Kika (Gustavo 53'), Marcos Silva e Bock
Suplentes: Avelino, Rodrigo Arandas, Alain Dinamite, Nuno Silva, Brandão, Cascavel e Gustavo
Treinador: Jorge Regadas

6 comentários:

Anônimo disse...

foi mta gente a covilha?

Anônimo disse...

estavamos 150 pessoas de freamunde.

"O Padrinho" disse...

150? Onde?

Anônimo disse...

Ó Padrinho, quero ver quando vocês (Covilhã), vierem a Freamunde se trazem 150, ou 100...se calhar nem 10!!!!!!!!

Anônimo disse...

Eles não saem da serra amigo...lol

Anônimo disse...

Na bancada: A BA esteve presente com cerca de 20 elementos.

Fonte: blog d brigata...


agora pergunt afinal qnts +/- e' q tveram?