patrocinadores Oficiais do SC Freamunde

patrocinadores Oficiais do SC Freamunde

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

SC Freamunde 1-3 Olhanense

O Olhanense venceu no reduto do Freamunde por 3-1, na terceira vitória em seis jogos realizados fora de portas, e confirmou a liderança da Liga de Honra em futebol, em jogo da 11ª jornada.
Os algarvios repetiram o resultado conseguido de manhã pelo seu mais directo adversário (Santa Clara), pela primeira vez sem golos de Djalmir, e construíram um resultado exagerado, que premiou, acima de tudo, a eficácia do seu contra-ataque.
Em relação à jornada anterior, vitoriosa para as duas equipas, Jorge Costa, 37 anos (quarto treinador mais novo da Liga de Honra), apostou no mesmo "onze" e manteve o esquema "4-3-3" com que o Olhanense derrotou os aveirenses.
Já pelo Freamunde, Jorge Regadas, 51 anos (quarto treinador mais velho da Liga), trocou apenas Marcão, lesionado nas Aves, por Rui Jorge, de regresso após cumprir castigo, mas "segurou" o "4-4-2".
Com as bancadas bem menos "recheadas" do que é habitual em Freamunde (adeptos identificados do Olhanense eram seis), o jogo começou praticamente com o golo dos algarvios, com Ukra, ao primeiro poste, a corresponder a um centro da direita de Djalmir.
O brasileiro, melhor goleador da Liga (não conseguiu manter a média de um golo por jogo), voltou a fazer a assistência para golo na segunda vez que o Olhanense foi à área adversária, ao minuto 31, ao amortecer o centro da esquerda de Ukra para o remate de Toy.
A eficácia dos "algarvios" não foi imitada pelos "capões", com mais posse de bola e por três vezes perto do golo (05, 28 e 30 minutos), mas os centros das alas, em particular do corredor esquerdo, com Nélson em destaque, não tiveram a melhor sequência.
A pressão do Freamunde deu os seus frutos aos 84 minutos, com um tento de Cascavel, mas as esperanças da equipa anfitriã duraram apenas três minutos, já que Moses, aos 87, ampliou para 3-1 e fechou o resultado.


Freamunde - Olhanense, 1-3.
Ao intervalo: 0-2.

Marcadores:
0-1, Ukra, 02 minutos.
0-2, Toy, 31.
1-2, Cascavel, 84.
1-3, Moses, 87.

Equipas:
- Freamunde: Tó Figueira, Mangualde, Luís Pedro, Rui Jorge (Cascavel, 76), Nélson, Brandão (Alan Dinamite, 57), Tarcísio, Filipe Pastel, Cuco, Nuno Silva (Gustavo, 85) e Bock.
(Suplentes: Avelino, Rodrigo Arandas, Alan Dinamite, Kika, Raviola, Cascavel e Gustavo).

- Olhanense: Bruno Veríssimo, João Gonçalves, Marco Couto, Steven Vitória, Stephane, Rui Baião, Castro, Rui Duarte, Ukra (Bruno Mestre, 55), Toy (Rodrigo, 90) e Djalmir (Moses, 83).
(Suplentes: Ricardo Ferreira, Edson, Javier Cohene, Messi, Rodrigo, Bruno Mestre e Moses).

Árbitro: Duarte Gomes (Lisboa).
Acção disciplinar: Cartão amarelo para Stephane (29), Rui Duarte (75), Bruno Mestre (80) e Steven Vitória (81).
Assistência: Cerca de 1.500 espectadores.

IN: Lusa
.
EX ATLETAS NAS BANCADAS

Foram presença notada, nas bancadas do jogo de ontem alguns ex atletas do SC Freamunde, de entre eles Orlando (Académica) e Diogo (Glória Bistrita, Roménia). É um prazer enorme constatar que o Freamunde talvez por ser um clube "diferente", continua a marcar quem por cá passa, e é um enorme orgulho ver que por exemplo Diogo, que não é natural da terra, compareceu nas bancadas equipado a preceito, ostentando o seu cachecol do SC Freamunde.
Podem ter a certeza também, que por terem representado as cores do Freamunde e por estarem a ter sucesso nas vossas carreiras profissionais são motivo de enorme satisfação para nós.

Um comentário:

Anônimo disse...

Gostei da prestação do arbitro....Não deixou o Freamunde fazer mais nada.... :(