patrocinadores Oficiais do SC Freamunde

patrocinadores Oficiais do SC Freamunde

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Bock já passou os 900 golos


Bock foi autor de três golos na vitória (5-1) do Freamunde diante do Covilhã, número que lhe permitiu superar a marca dos 900 golos apontados, tendo actualmente 901. Destes, 269 deram-se enquanto sénior e os restantes nas camadas jovens, sendo que ainda hoje detém o título de máximo goleador na formação do FC Porto. De resto, este é um prémio pelo momento de forma absolutamente notável que Bock atravessa: 11 remates certeiros nas últimas 11 partidas - melhor época na prova -, contribuindo de forma decisiva para um outro recorde, este colectivo: o clube está há igual número de jornadas sem sofrer uma derrota, um novo máximo dos capões na segunda prova profissional. Actualmente na liderança dos melhores marcadores do campeonato, aumenta, por tudo isto, o apoio para que o jogador, com 35 anos, não termine a carreira no final desta época. Bock já afirmou que quer sair em grande, mas perante tal demonstração de capacidade cresce o número de adeptos que pedem a continuidade, inclusive na rede social Facebook.

@OJogo

9 comentários:

Anônimo disse...

Ganda SUPER BOCK!

Anônimo disse...

E a BA ainda não regressou???

Mundo Desportivo disse...

Boas,

Querem fazer parceria connosco ?

http://mundodesportivoblog.blogspot.com/

Mundo Desportivo

Continuaçao de um bom trabalho.

Anônimo disse...

a BA ja era...esqueçam k ainda existem

Anônimo disse...

bock mais uma epoca e colocamos uma estatua na rotunda do estadio...nao axam justo???

Anônimo disse...

não! longe de ser o melhor de todos os tempos. João Taipa, esse sim o melhor de sempre!!!

Anônimo disse...

Bock daqui do porto vai um comentario de força e icentivo para que ainda des o que tens dar ao futebol portugues, estamos a contar com mais umas epocas tuas, A IDADE NAO PESA QUANDO O TALENTO É GRANDE..

Anônimo disse...

Ainda devem estar à espera que os Yellow Boys devolvam a faixa fundação...

Anônimo disse...

claro que achamos justo