patrocinadores Oficiais do SC Freamunde

patrocinadores Oficiais do SC Freamunde

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Diogo entrou para resolver

FREAMUNDE 3-2 FEIRENSE

O Freamunde ganhou este domingo um novo alento na luta pela permanência na 2.ª Liga, ao vencer na receção ao Feirense, por 3-2, num encontro da 17.ª jornada que só ficou decidido no período de compensação.

A precisar de um resultado positivo, os locais foram uns justos vencedores e conseguiram o melhor jogo desde o início do campeonato, revelando atitude, espírito de equipa e sacrifício, face a uma boa equipa do campeonato.

Peter Rusina foi novidade na baliza do Freamunde e acusou a estreia na 2.ª Liga, ficando associado ao golo madrugador do Feirense, apontado por Carlos Fonseca, aos seis minutos, com um remate já sem ângulo que o eslovaco acreditou ir para fora.

Com as duas equipas apostadas em jogar futebol e viradas para o golo, a reação do Freamunde chegou pelo inevitável Bock, aos 22 minutos, depois de uma primeira ameaça aos 11', com um cabeceamento, e consumou-se aos 40', por Christophe, num lance em que também apareceu nas costas da defesa e rematou para o segundo golo.

Pelo meio, no espaço de três minutos, o árbitro Jorge Ferreira expulsou o já "amarelado" Carlos Fonseca, por ceder à tentação de rematar à baliza com o jogo interrompido, e, depois, Bock, por indicação do árbitro auxiliar, considerando agressão um lance dividido com André Santos.

Na segunda parte, o Feirense assumiu mais as despesas do jogo, as substituições foram no sentido de levar o Freamunde até à sua área, mas a formação local conseguiu resistir e até causar calafrios na defesa contrária, em contra-ataque.

Na baliza, Rusina continuava a dar sinais de intranquilidade, sobretudo a sair dos postes, e, no último ataque do Feirense, aos 90'+3, Jorge Gonçalves assistiu de cabeça Platiny, que surgiu na pequena área a desviar para o empate, ficando a ideia que o guarda-redes eslovaco podia ter feito melhor.

Na resposta, o Freamunde recolocou-se na frente, pelo "suplente" Diogo, beneficiando de alguma displicência defensiva de Luciano, num final de jogo impróprio para corações fracos.

Com este triunfo, o segundo na 2.ª Liga (o primeiro ocorreu frente ao Atlético, também por 3-2, na 10.ª jornada), o Freamunde manteve o último lugar, agora com 10 pontos, enquanto o Feirense continua com 18.

Jogo no Estádio do Complexo Desportivo do Freamunde

Freamunde - Feirense, 3-2.

Ao intervalo: 2-1.

Marcadores: 0-1, Carlos Fonseca, 6 minutos. 1-1, Bock, 23'. 2-1, Christophe, 40'. 2-2, Platiny, 90'+3. 3-2, Diogo, 90'+4.

- Freamunde: Peter Rusina, Laranjeiro, Luís Pedro, Pinto, Lio, Nana K (Barbosa, 74'), Babo, Pedró, Christophe (Diogo, 80'), Machado (Tico, 89') e Bock.

Suplentes: Tó Figueira, Baptista, Tico, Barbosa, Fábio Jorge, Edú e Diogo.

Treinador: João Eusébio.

- Freirense: Marcos, André Santos (Ludovic, 75'), Oliveira, Luciano, Marcelo, Sténio (Tiago Jogo, 84'), Rafa, Diogo Cunha, Jorge Gonçalves, Carlos Fonseca e Pires (Platiny, 61').

Suplentes: Marco, Marcão, Tiago Jogo, Bastian Homann, João Ricardo, Platiny e Ludovic.

Treinador: Quim Machado.

Árbitro: Luís Ferreira (Braga).

Ação disciplinar:

Cartão amarelo para Luís Pedro (2'), Carlos Fonseca (15' e 34'), Nana K (31'), Oliveira (53'), Christophe (63'), Pinto (82'), Peter Rusina (90+3) e Platiny (90+3). Cartão vermelho por acumulação de amarelos para Carlos Fonseca (34'). Cartão vermelho direto para Bock (37').

Assistência: Cerca de 696 espectadores.

Nenhum comentário: