patrocinadores Oficiais do SC Freamunde

patrocinadores Oficiais do SC Freamunde

sábado, 17 de agosto de 2013

Diário de Noticias: Equipa sensação (vizinhos) divorciada da cidade


É por estas e por outras, que apesar de nunca termos estado na I Liga, e neste momento disputarmos um campeonato não profissional, que podemos dizer que continuamos a fazer sombra aos pacenses!!

Apesar de marcar presença no acesso à Liga dos Campeões e de já ter mordido os calcanhares aos grandes, o clube da Mata Real tem uma média de dois mil espetadores no seu estádio e não passa dos 1 500 sócios

O que é preciso fazer mais do que o terceiro lugar na Liga, que vale a hipótese de jogar na Champions, para cativar os pacenses? Os dirigentes do Paços de Ferreira dão voltas à cabeça a pensar o porquê de um clube, regularmente há duas décadas entre a elite do futebol no País, não conseguir captar a atenção e o interesse da cidade.
Já tentaram de tudo, sem grande sucesso. Em menos de um ano já se ensaiou uma mudança de imagem e uma campanha publicitária para atração do público feminino (através do programa televisivo Filho da Pub, da SIC Radical), ou um protocolo com a Associação Empresarial de Paços de Ferreira (AEPF) para venda de camarotes de empresa, cujo encaixe financeiro é inferior a 75 mil euros.
As iniciativas sucedem-se, mas, apesar do bom desempenho desportivo e do rigor financeiro, os números do Paços são desanimadores quando o assunto é adeptos: dois mil espetadores por jogo na última edição da Liga (a segunda pior dos 16 clubes), em que foi a sensação, e 1 500 sócios pagantes.
O Freamunde, rival da freguesia mais populosa do concelho, tem o mesmo número de associados, nunca tendo chegado à I Liga.
"A cidade está ainda divorciada do clube, de costas voltadas... Em jeito de desabafo até diria que não merece o clube que tem. Aqui existe uma bipolaridade: há a simpatia pelo clube da terra, mas sobretudo pelo clube grande", confessa João Paulo Meneses, presidente-adjunto do Paços, ao DN, salientando que nem a receção à equipa após a última jornada da época passada, com três mil adeptos no centro da cidade, o convence de que as coisas estão a mudar: "Na festa somos todos muito bons, mas temo que o efeito deste terceiro lugar do Paços seja efémero e que as pessoas desapareçam. O número de associados é revelador atendendo a que o concelho tem 50 mil habitantes..

in. Diário de Noticias

2 comentários:

Marcelo Abreu disse...

Para fazerem noticia num blog do vosso clube, têm de usar o Grande Paços como noticia?
Pobres e tristes, assim continuarão a ser enquanto se acharem grandes sem o serem!

Já agora, boa sorte para o vosso clube

Joao Paulo disse...

Pelo contrário, em crise, económica e desportiva, continuamos à frente co FGPF.É o desabafo de pacense desiludido.