patrocinadores Oficiais do SC Freamunde

patrocinadores Oficiais do SC Freamunde

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Freamunde-Olhanense, 0-2: Arbitragem polémica

POLÉMICA COMEÇOU LOGO AOS 9 MINUTOS



Tiago Nunes muito contestado
Com dois golos no primeiro quarto de hora, o Olhanense venceu este domingo no reduto do Freamunde e destronou-o da liderança da 2.ª Liga, num jogo da 15.ª jornada com arbitragem polémica.

O caso que originou os maiores protestos dos locais aconteceu aos 9 minutos, quando o árbitro considerou mão na bola na área do Freamunde um remate de Paulo Regula.

A bola pareceu embater no rosto de Bruno Santos, mas o "juiz" assinalou grande penalidade que o próprio jogador do Olhanense converteu.

O Freamunde, que somou o terceiro jogo consecutivo sem vencer, acusou o golo e a maior experiência dos algarvios acabou por ser determinante, quando Celestino, aos 19, ganhou espaço à entrada da área e, com uma "bomba", fez o segundo golo do jogo.

Os algarvios conseguiram gerir o jogo e tiraram partido da ansiedade e nervosismo dos locais, que, sem nunca se terem rendido, também nunca encontraram a "chave" que lhes permitisse reentrar na discussão do resultado.

Tiago Cintra, aos 34 minutos, ameaçou marcar para o Freamunde, de cabeça, mas Celestino, aos 44, também podia ter marcado para os forasteiros. No segundo tempo, o técnico local, expulso a caminho dos balneários, lançou Dally e Rui Raínho e o Freamunde acentuou o seu domínio, face a um Olhanense que recuou linhas e limitou-se a gerir o resultado. Raínho, de livre direto, aos 59 minutos, obrigou Svedkauskas a uma defesa apertada e Luís Pedro, aos 85, complicou a tarefa para os locais, ao ter uma entrada dura merecedora de vermelho direto, antes ainda de Dally ter marcado com recurso às mãos, num lance prontamente anulado.

Com este resultado, o Freamunde caiu para o terceiro lugar, com os mesmos 26 pontos, mas menos um jogo, enquanto o Olhanense ascendeu ao 14.º lugar, com 19 pontos.

Jogo no estádio do SC Freamunde, em Freamunde

Ao intervalo: 0-2.

Marcadores: 0-1, Paulo Regula, 10 minutos (grande penalidade). 0-2, Celestino, 14.

Freamunde: Marco Rocha, Bruno Santos (Tiago Leão, 78), Monteiro, Luís Pedro, Huguinho (Rui Raínho, 46), Barbosa, Robson, Jô, Tiago Cintra (Dally, 46), Fausto Lourenço e Ansumane.
Suplentes: Jorge Baptista, Hugo Lopes, Rui Raínho, Lio, Allan, Tiago Leão e Dally.
Treinador: Filó. 

Olhanense: Svedkauskas, Rodrigo António, Nuno Diogo, Diakhité, Pedrelli, Semedo, Diogo Melo, Celestino, Paulo Regula (Aguilar, 79), González (Murilo, 89) e Mastriani (Weldon, 79). Suplentes: Tiago Maia, Vítor Bastos, Balla Faye, Giraldo, Weldon, Murilo e Aguilar.
Treinador: Jorge Paixão.

Árbitro: Tiago Nunes (Coimbra).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Bruno Santos (09), Huguinho (15), Rodrigo António (18), Pedrelli (50), Svedkauskas (68), Monteiro (70), Jô (76), Aguilar (83) e Dally (90+1). Cartão vermelho direto para Luís Pedro (85). O treinador do Freamunde, Filó, foi expulso ao intervalo.

Assistência: 645 espetadores.


Nenhum comentário: