patrocinadores Oficiais do SC Freamunde

patrocinadores Oficiais do SC Freamunde

quarta-feira, 1 de maio de 2013

Federação chumba alargamento


Liga propunha alteração para 18 clubes

A Direção da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) decidiu esta sexta-feira chumbar a proposta de alargamento da Primeira Liga, aprovado pela Assembleia Geral da Liga de clubes, considerando que não respeita os princípios da competição.

"A Direção da Federação Portuguesa de Futebol não pode concordar com as propostas da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, nos termos em que elas se apresentam. Por um lado, elas não respeitam os princípios da estabilidade e integridade das competições. Por outro lado, não asseguram cabalmente a integração do Boavista FC Futebol, SAD, na I Liga", refere um comunicado da FPF.

Na AG extraordinária da LPFP de 6 de abril, a proposta de alargar o campeonato principal a 18 clubes, recorrendo à disputa de uma "liguilha" para preencher a 18.ª vaga (o 17.º será o Boavista), a realizar no final da presente temporada, envolvendo os dois últimos classificados da Primeira Liga e os terceiro e quarto da Segunda Liga, foi aprovada por maioria simples.

Esta decisão da FPF serviria para recolocar o Boavista na I Liga, após a decisão do Conselho de Justiça da FPF, que deu provimento ao recurso dos "axadrezados" à punição de descida de divisão, na sequência do caso "Apito Dourado".

No comunicado, a direção da Federação Portuguesa de Futebol, hoje reunida em Lisboa, refere que "sempre entendeu", e agora reafirma-o "que qualquer alteração à regulação dos quadros competitivos deve forçosamente ocorrer no início de uma época desportiva e não no seu decurso".

Ora as deliberações da Liga previam a alteração, com efeitos na época desportiva que ainda decorre - a três jornadas para o final do campeonato nacional de futebol -, das normas regulamentares que regem as subidas e descidas de divisão, as quais foram fixadas no início da época 2012-2013.

Desta forma, a direção da FPF reconhece que os "direitos, interesses e expetativas legítimas" de todos os participantes nessas competições "se veem abalados no momento quase final da mesma", e que as regras que deviam aparecer no início das competições, surgem, "em momento terminal das mesmas".

A Direção da FPF decidiu ainda instar a Assembleia Geral da Liga Portuguesa de Futebol Profissional a aprovar até 30 de Junho de 2013, nos termos que entender convenientes, o regime de subidas e descidas a aplicar no final da época 2013/2014 , que permita que, na época desportiva seguinte (2014/2015), esteja concretizada a deliberação do Conselho de Justiça.

Em comunicado, a FPF acrescenta ainda, que "não se retira, de forma segura, a integração do Boavista FC Futebol, SAD, na I Liga", avançando que, neste domínio, "cumpre afirmar que a Direção da FPF mantém-se respeitadora das deliberações, e seus efeitos, dos seus órgãos jurisdicionais, designadamente do Conselho de Justiça, relativamente às quais é seu dever cumpri-las, mas ainda fazê-las cumprir".

A decisão da Direção da Federação Portuguesa de Futebol, em não aprovar o alargamento da I Liga, registou somente um voto em sentido contrário.

@Record

Nenhum comentário: