patrocinadores Oficiais do SC Freamunde

patrocinadores Oficiais do SC Freamunde

terça-feira, 29 de março de 2016

SUCESSO DE BRITO RELANÇA A EQUIPA

Distância para os lugares de promoção reduziu de 6 para 2 pontos desde a mudança de treinador

Sucesso de Brito relança a equipa
Foto: Carlos Gonçalves
Em pouco mais de um mês ao serviço do Freamunde, Carlos Brito já mostra muito (e bom) trabalho feito, cuja consequência mais visível é a aproximação aos lugares de promoção. Com quatro vitórias, dois empates e apenas uma derrota na era Carlos Brito, o Freamunde conseguiu reduzir de 6 para 2 os pontos que o separam da zona de subida ao escalão principal.
Para dar sequência a este bom momento, os capões têm ainda a vantagem de realizar a próxima partida em sua casa, diante do Sp. Braga B. Desde a chegada de Brito, o registo caseiro é imaculado: três vitórias e zero golos sofridos. O experiente técnico, de 52 anos, tem festejado tentos em todos os encontros e tem conseguido manter um predicado que caracteriza o Freamunde já desde a época passada: a consistência defensiva, que coloca o clube novamente no topo da lista das muralhas mais resistentes deste campeonato.
Dados assinaláveis que relançam os freamundenses na corrida pela subida de divisão, meta que a SAD sempre acreditou estar ao alcance esta temporada. A acontecer, será a segunda subida à 1ª Liga na carreira de Carlos Brito, depois de ter conduzido o Rio Ave ao escalão maior na temporada 2002/03. Nesse ano atingiu uma série de nove vitórias consecutivas. Conseguirá semelhante feito esta época? *

Autor: André Gonçalves

FREAMUNDE-SP. COVILHÃ, 1-0: PEDRINHO GARANTIU VITÓRIA

Estatuto de candidato à subida consolidado
Freamunde-Sp. Covilhã, 1-0: Pedrinho garantiu vitória
Foto: Carlos Gonçalves
O Freamunde recebeu e venceu, este sábado, o Sporting da Covilhã por 1-0, consolidando o estatuto de candidato à subida, no acerto de calendário da 2.ª Liga, num jogo sofrido e feliz dos locais.

O capitão Pedrinho foi o herói do jogo, ao anotar o único golo do jogo, 11.º da sua contabilidade pessoal no campeonato, correspondendo, de cabeça, a um livre de Ivan Perez da direita, aos 81 minutos.

Com este importante triunfo, o Freamunde ascendeu ao quarto lugar, com 62 pontos, ganhando terreno ao Portimonense (sexto) e Famalicão (terceiro), que empataram 1-1, enquanto o Sporting da Covilhã caiu para 14.º, com 47, ainda com a permanência por confirmar.


Os serranos foram quase sempre superiores ao longo do jogo, através de uma melhor ligação dos setores e maior velocidade nas trocas de bola e transições para o ataque, face a um Freamunde que pareceu acusar a pressão de ter de vencer e que apenas pode lamentar as três substituições forçadas, que podem ter condicionado a estratégia do técnico.

O médio Paulo Grilo, o avançado Diogo Ramos, e, já na segunda parte, o central Amadeu deixaram o relvado por lesão e obrigaram Carlos Brito a reajustes precoces no 'onze', ainda que a equipa tenha ganho mobilidade no ataque, com Cafu, equivalente à agressividade que perdeu no meio campo, com Ivan Perez.

Estas condicionantes não explicam tudo numa equipa que pareceu partida e que se deu mal com as movimentações dos médios interiores no apoio ao ataque e o recuo de Traquina, para organizar jogo.

Num jogo intenso e musculado, em que o terreno pesado e a chuva contínua também interferiram, o guarda-redes Marco foi o garante do nulo do Freamunde ao intervalo, ao segurar remates de Xeka, por duas vezes, o último lance flagrante e o mais perigoso, Diogo Ribeiro e Tiago Moreira.

O resultado era lisonjeiro ao intervalo para os locais, que conseguiram reequilibrar o domínio e a tendência do jogo na segunda parte, mesmo sem criarem situações de muito perigo, replicando o que já sucedera na primeira parte.

Os freamundenses revelaram, no entanto, grande 'alma' e, mesmo sem o discernimento que se exigia, foram ganhando metros no terreno, beneficiaram de vários livres que permitiram ensaiar o lance do golo, numa desatenção dos serranos bem aproveitada pelo pequeno Pedrinho para fazer a diferença no resultado.

No lance que deu o único golo do encontro, ficam dúvidas sobre a existência da falta, as mesmas que deixaram nos presentes um lance na área do Covilhã, aos 75 minutos, com a bola a bater no braço de um jogador da formação serrana, que o árbitro decidiu não sancionar, apesar dos protestos.

Ao intervalo: 0-0.

Marcador:

1-0, Pedrinho, 81 minutos.

Freamunde: Marco Rocha, David Bruno, Amadeu (Huguinho, 65), Luís Pedro, Rui Raínho, Paulo Grilo (Ivan Perez, 23), Pedrinho, Robson, Celeste, Diogo Ramos (Cafu, 25) e Fausto Lourenço.

(Suplentes: Rui Nereu, Leandro Albano, Huguinho, Ivan Perez, Pedro Pereira, Anderson Dim e Cafu).

Treinador: Carlos Brito.

Sporting da Covilhã: Taborda, Tiago Moreira, Victor Massaia, Zé Pedro (Medarious, 87), Joel, Gilberto, Diarra (Zé Tiago, 74), Xeka, Traquina, Diogo Ribeiro (Eder Diez, 77) e Davidson.

(Suplentes: Igor, Edgar, Fabinho, Elenilson, Zé Tiago, Medarious e Eder Diez).

Treinador: Francisco Chaló.

Árbitro: Nuno Almeida (Algarve).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Luís Pedro (14), Rui Raínho (45+1), Joel (67), Gilberto (76), Traquina (78) e Huguinho (90+1).

Assistência: Cerca de 950 espetadores.

@Record

PONTUAÇÃO INDIVIDUAL

MARCO - 8
DAVID BRUNO - 7
LUIS PEDRO - 7
AMADEU - 6
RAÍNHO - 8
GRILO - 3
PEDRINHO - 8
ROBSON - 7
FAUSTO - 7
DIOGO - 3
CELESTE - 7
IVAN PEREZ - 7
CAFU - 7
HUGUINHO - 6

MARCO - Fez mais uma excelente exibição. na primeira parte foi o garante do Freamunde não ter sofrido golos.

terça-feira, 22 de março de 2016

Grande vitória do Freamunde

Celeste abriu o marcador
Feirense-Freamunde, 0-2: Luta pelos primeiros lugares mais difícil
Foto: Carlos Gonçalves
O Freamunde venceu este domingo na visita ao Feirense, por 2-0, atrasando a equipa anfitriã na luta pelos primeiros lugares da Segunda Liga, em jogo da 37.ª jornada.

No Estádio Marcolino de Castro, em Santa Maria da Feira, a equipa de Carlos Brito chegou à vantagem com um golo de Celeste, aos 55 minutos, e Dalla Costa fechou as contas do jogo ao aproveitar uma falha da defesa do Feirense, aos 73.

Com este desaire, o Feirense 'caiu' para o quarto lugar, com 62 pontos, menos um do que o Famalicão, que venceu na visita ao Sporting da Covilhã (1-0), enquanto o Freamunde surge no sexto posto, com 59.


Feirense e Freamunde foram contidos nas suas ações ofensivas na fase inicial do jogo e só aos 25 minutos a bola surgiu perto de uma das balizas, quando Diogo Ramos cabeceou com perigo para a baliza de Luís Ribeiro.

O Feirense acabou por ser mais pressionante nos últimos minutos da primeira parte e dispôs de uma boa oportunidade para se colocar em vantagem, num cabeceamento de Ícaro que saiu perto do poste da baliza do Freamunde.

Na segunda parte, a equipa de Pepa entrou acutilante e esteve perto do golo por duas vezes, com remates de Platiny (47) e Serginho (49) que quase surpreenderam o guarda-redes Marco.

Mas foi o Freamunde quem se colocou em vantagem após uma falha de Ruben Oliveira, ao perder a bola para Celeste, que entrou na área e rematou cruzado para o primeiro golo, aos 55 minutos.

A perder, o Feirense balanceou-se no ataque e acabou por sofrer o segundo golo depois de mais uma perda de bola no seu meio-campo. Fausto aproveitou para servir Dalla Costa na área, que ao segundo poste ampliou a vantagem para o Freamunde (73).

O Freamunde ainda ficou reduzido a dez unidades por expulsão de Rocha, aos 85 minutos, mas até ao final do jogo o Feirense não conseguiu chegar à baliza de Marco com perigo.

Jogo no Estádio Marcolino de Castro, em Santa Maria da Feira.

Feirense - Freamunde: 0-2

Ao intervalo: 0-0

Marcadores:

0-1, Celeste, aos 55 minutos.

0-2, Dalla Costa, 73.

Equipas:

Feirense: Luís Ribeiro, Barge (João Vieira, 67), Ícaro, Nuno Diogo, Serginho, Cris, Ruben Oliveira, Vasco Rocha, Alí Meza (Kukula, 59), Kizito (Micael Freire, 59) e Platiny.

(Suplentes: Ima, Sérgio Semedo, Fabinho, Mica, Micael Freire, Kukula e João Vieira)

Treinador: Pepa

Freamunde: Marco, David Bruno, Luís Pedro, Rocha, Rainho, Celeste (Anderson, 67), Robson, Pedrinho, Paulo Grilo, Diogo Ramos (Dalla Costa, 70) e Fausto (Amadeu, 88).

(Suplentes: Rui Nereu, Amadeu, Iván Pérez, Cafu, Dalla Costa, Pedro Pereira e Anderson)

Treinador: Carlos Brito

Árbitro: João Capela (Lisboa)

Ação disciplinar: Cartões amarelos a Serginho (18), Vasco Rocha (38), Diogo Ramos (45), Rocha (48 e 85), Barge (57), Dalla Costa (72) e Paulo Grilo (75). Cartão vermelho por acumulação de amarelos a Rocha (85).

Assistência: cerca de 700 espectadores.
Autor: Lusa

PONTUAÇÃO INDIVIDUAL

MARCO - 7
DAVID BRUNO - 7
LUIS PEDRO - 8
ROCHA - 8
RAÍNHO - 8
GRILO - 8
PEDRINHO - 8
ROBSON - 7
FAUSTO - 7
CELESTE - 8
DIOGO - 7
ANDERSEN - 4
MAURO - 6
AMADEU - 2

MELHOR EM CAMPO: CELESTE - O Freamunde valeu neste jogo pela equipa, mas destacamos celeste pelo primeiro golo que foi abertura do cofre para a vitória.

quinta-feira, 17 de março de 2016

"Prémio Melhor Jogador 2015/16 Freamunde Allez"

Após 35 jornada desta edição 2015/16 da Liga Ledman Pro, o somatório da pontuação atribuida a cada um dos jogadores do SC Freamunde em cada jogo que disputaram nesta competição, dá como líder destacado LUIS PEDRO, central da formação freamundense com 207 pontos somados até ao momento. Pedrinho segura o 2º lugar e Rocha a 3ª posição.


1. Luis Pedro - 207 pontos
2. Pedrinho - 199 pontos
3. Rocha - 196 pontos
4. Raínho - 185 p.
5. Fausto - 175 p.
6. Robson 174 p
7. David Bruno - 174 p
8. Marco - 166 p.
9. Paulo Grilo - 165 p.
10. Celeste - 138 p.
11. Diogo - 133 p
12. Dalla Costa - 91 p
13. Cafu 78 p.
14. Pedro Pereira - 74 p
15. Ivan Perez - 71 p.
16. Ansumane - 56 p
17. Anderson Dim - 56 p.
18. Barbosa - 42 p.
19. Leandro - 34 p
20. Rui Nereu - 31 p
21. Eridson - 30 p.
22. Huguinho - 18 p.
23. Dany - 12 p.
24. Amadeu - 7 p.
25. Ivan Santos - 4 p.
26. Hernandez - 0 p.
27. JiaPeng - 0 p.

Saiba mais sobre Dalla Costa e a Prozis




A Prozis apoia o futebol português com inovação, qualidade e excelência. #‎ExceedYourself Freamunde!

Aproveita os 10% desconto em todo o site http://www.prozis.com/6Nt | Código: FREAMUNDE-10

#UmaForçaMaior


Ao comprar produtos PROZIS para além de obter desconto, através deste codigo o SC Freamunde também ganha.

Mafra 2-1 Freamunde

O Mafra regressou, este domingo, aos triunfos caseiros na 2.ª Liga, ao receber e bater o candidato Freamunde por 2-1, com golos do central francês Diouf e do médio Vasco Varão ainda na primeira parte.

Em encontro da 35.ª jornada, o Freamunde ainda reduziu para 2-1, através de um penalti marcado por Pedrinho, aos 48 minutos, dando expressão ao seu maior pendor atacante na segunda parte, mas não conseguiu pontuar.

O sucesso não retira o Mafra da zona da despromoção, mas permite igualar Benfica B e Santa Clara e dá um maior alento à equipa da região saloia de Lisboa para tentar escapar ao espetro da despromoção.


Jules Diouf abriu a contagem, de cabeça, aos 15 minutos, aproveitando um 'brinde' do guarda-redes Marco Pereira, o qual largou uma bola aparentemente fácil. após canto marcado na direita por Alisson.

Foi o segundo golo do central francês do Mafra, que já tinha marcado o golo da vitória caseira (1-0) sobre o Leixões, em embate da 31.ª jornada.

Aos 31 minutos, o Mafra apontou o segundo. Contra-ataque rápido, a defesa do Freamunde foi apanhada em contra-pé, com a bola a sobrar para o capitão Vasco Varão, que, à entrada da área, disparou rasteiro para o fundo da baliza.

A equipa anfitriã realizou uma das melhores primeiras partes da temporada de estreia na II Liga, com a vantagem de dois golos a traduzir o que se passou no relvado.

O Mafra praticou um futebol rápido, fluente e incisivo e quase marcou o terceiro aos 41 minutos, pelo avançado brasileiro Alisson. O guarda-redes Marco desviou com a ponta dos dedos contra o poste da sua baliza.

Na segunda metade, o Freamunde entrou a 'todo o gás' e reduziu logo aos 48 minutos, por Pedrinho, que converteu um grande penalidade provocada pelo lateral Pedro Caipiro.

Poucos instantes depois, o avançado Diogo Ramos, após a marcação de um livre, cabeceou à barra da baliza defendida por Filipe Leão.

O jogo estava relançado e equilibrado. O técnico Carlos Brito tornou a equipa nortenha mais ofensiva, ao lançar os argentinos Mauro Costa e Francesco Celeste.

Mas, o Mafra conseguiu segurar o triunfo até ao final, apesar de ter recuado em demasia e ter perdido o controlo e a iniciativa de jogo.

Uma situação que se agravou a partir dos 78 minutos com a expulsão do central francês Jules Diouf, castigado após entrada mais dura sobre Diogo Ramos.

Jogo realizado no Estádio Municipal de Mafra.

Ao intervalo: 2-0.

Marcadores:

1-0, Jules Diouf, 15 minutos.

2-0, Vasco Varão, 33.

2-1, Pedrinho, 48 (grande penalidade).

Mafra: Filipe Leão, André Teixeira, João Afonso, Jules Diouf, Pedro Caipiro, Kiki Ballack, Vasco Varão, Leo Tomé, Luís Carlos (Abou Touré, 59), Alisson (Laurindo, 67) e Jorginho (Rafael Goiano, 79).

(Suplentes: João Godinho, Rafael Goiano, Kaká, Laurindo, Abou Touré, Adelaja e Mailó).

Treinador: Jorge Paixão.

Freamunde: Marco Pereira, David Bruno, Luís Rocha, Luís Pedro, Rui Rainho, Ivan Perez, (Francesco Celeste, 46) Robson, Fausto, Pedro Pereira (Mauro Costa, 46), Pedrinho e Diogo Ramos (Cafú, 81).

(Suplentes: Rui Nereu, Eridson, Cafú, Mauro Costa, Francesco Celeste, Paulo Grilo e Anderson).

Treinador: Carlos Brito.

Árbitro: Cosme Machado (Braga).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para David Bruno (07), Fausto (10), Pedro Caipiro (47), Leo Tomé (71), Abou Touré (76) e Laurindo (90+2). Cartão vermelho direto para Jules Diouf (78).

Assistência: Cerca de 400 espetadores.

Autor: Lusa
PONTUAÇÃO INDIVIDUAL
MARCO - 4
DAVID BRUNO - 6
ROCHA - 6
LUIS PEDRO - 6
RAINHO - 5
IVAN PEREZ - 4
ROBSON - 5
PEDRINHO - 5
FAUSTO - 5
PEDRO PEREIRA - 4
DIOGO - 5
MAURO - 4
CELESTE - 6
CAFU - 1
MELHOR EM CAMPO - CELESTE 

quinta-feira, 10 de março de 2016

83º Aniversário do SC Freamunde

FREAMUNDE-FARENSE, 3-0: BIS DE PEDRO PEREIRA ALINHAVOU TRIUNFO CASEIRO



O Freamunde venceu esta quarta-feira, sem dificuldades, o Farense, por 3-0, em jogo da 34.ª jornada da 2.ª Liga, mantendo-se a três pontos dos lugares de promoção.

Um bis de Pedro Pereira e um golo de Mauro Dalla Costa deram o triunfo ao Freamunde, que passou a somar 56 pontos, menos três do que Famalicão e do que o Desportivo de Chaves, enquanto o Farense é 16.º, apenas dois pontos acima da zona de despromoção.

Os dois golos apontados na primeira parte, por Pedro Pereira, trouxeram uma grande tranquilidade à formação nortenha que, no segundo tempo, limitou-se a gerir a vantagem, acabando, ainda assim, por fazer o terceiro.


O Freamunde foi a primeira equipa a criar perigo junto da baliza adversária, por intermédio de Diogo Ramos. O jogador acabou por, no entanto, não conseguir surpreender o guardião algarvio.

Na resposta, o Farense também esteve perto do golo quando Sunday rematou forte à baliza, sendo a bola travada pelo poste.

Mesmo assim, a formação da casa intensificou o ataque e assumiu o comando do encontro, não sendo, por isso, de estranhar quando, aos 18 minutos, Pedro Pereira inaugurou o marcador para o Freamunde.

Pouco mais de 10 minutos depois, os 'capões' aumentavam a vantagem novamente por intermédio de Pedro Pereira. O extremo, de cabeça, não perdoou e fez o segundo golo do Freamunde.

Para a segunda parte, o Farense entrou mais organizado e, logo nos primeiros minutos, esteve muito perto de reduzir a desvantagem através de Bruno Carvalho. No entanto, bola acabou por sair uns centímetros ao lado da baliza do Freamunde.

Mas foi mesmo a equipa da casa quem voltou a marcar, desta feita por intermédio de Mauro Dalla Costa, que, com um chapéu ao guardião São Bento, fez um golo de bonito efeito, fechando a contagem da partida.

Jogo disputado no Estádio do Freamunde.

Ao intervalo: 2-0.

Marcadores:

1-0, Pedro Pereira, 18 minutos.

2-0, Pedro Pereira, 30.

3-0, Mauro Dalla Costa, 79.

Freamunde: Marco, David Bruno, Luís Pedro, Rocha, Rainho, Fausto (Cafu, 87), Robson, Pedrinho, Pedro Pereira (Anderson, 74), Diogo Ramos (Mauro Dalla Costa, 76) e Ivan Perez.
Suplentes: Rui Nereu, Leandro, Eridson, Huguinho, Cafu, Mauro Dalla Costa, Anderson.
Treinador: Carlos Brito.

Farense: São Bento, Hugo Ventosa, Diogo Silva, Delmiro, Diogo Coelho (Thomas, 32), Tiago Jogo, Bilro, Rony, Irobiso, Bruno Carvalho (Balogun, 74) e Sunday (Harramiz, 57).
Suplentes: Ricardo Neves, Thomas, Harramiz, Felipe Barros, André, Balogun e Coulibaly.
Treinador: Horácio Gonçalves.

Árbitro: Fábio Veríssimo (Leiria).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Bruno Carvalho (59), Ivan Perez (83), Irobiso (89).

Assistência: Cerca de 500 espetadores.

PONTUAÇÃO INDIVIDUAL

MARCO - 7
DAVID BRUNO - 7
ROCHA - 7
LUÍS PEDRO - 7
RAÍNHO 7
PEDRINHO - 6
PEREZ - 6
ROBSON - 7
FAUSTO - 6
PEDRO PEREIRA - 8
DIOGO - 6
DALLA COSTA - 5
ANDERSEN - 3
CAFU - 1

MELHOR EM CAMPO - PEDRO PEREIRA - Regresso ás boas exibições e a estreia a marcar com a camisola do Freamunde, e logo a dobrar.

domingo, 6 de março de 2016

AVES-FREAMUNDE, 1-1: EMPATE ATRASA AS DUAS EQUIPAS NA LUTA PELA SUBIDA

Comprometida as aspirações das duas formações
Aves-Freamunde, 1-1: Empate atrasa as duas equipas na luta pela subida
Avançado argentino Mauro Dalla Costa inaugurou o marcador.
Foto: Carlos Gonçalves
O Desportivo das Aves e Freamunde empataram este sábado 1-1 em jogo da 33.ª jornada da 2ª Liga, comprometendo ambos as suas aspirações na luta pela subida à primeira divisão.

Apesar de se ter colocado em vantagem nos derradeiros minutos da primeira parte, numa conclusão de Guedes, a equipa avense consentiu o empate no abrir da segunda parte, numa cabeçada de Mauro dalla Costa. 

Depois de três derrotas consecutivas, o Aves precisava de uma vitória para não descolar na luta pela subida de divisão e, pese embora o grande equilíbrio registado na primeira metade, soube impor-se para chegar ao intervalo a vencer.


O minuto 32 foi o primeiro em que houve perigo, para o Aves, quando Marcos Valente atirou ao poste, na sequência de um pontapé de canto cedido pelo guarda-redes Mardo, a desviar por cima da trave um remate de Pedró.

O golo surgiu no minuto 43, na sequência de um livre direto batido por Pedró na esquerda a que Marcos Valente deu sequência, surgindo no segundo poste Guedes a fazer a recarga vitoriosa.

A segunda parte começou com a experiência e reflexos de Quim, entre os postes, a negar o empate a Celeste (49'), mas o guarda-redes nada pôde fazer quando Mauro dalla Costa (53') cabeceou para o fundo das redes uma bola que veio do meio-campo de Grilo.

O Aves reagiu, foi à procura do golo da vitória, mas, tirando algumas tentativas mal sucedidas de fora da área de Tarcísio e de Mendy, foi de Marcos Valente (85'), na área, com um remate à meia-volta, que Marco segurou à segunda, a única ocasião real para impedir nova perda de pontos pelos locais.

Jogo no Estádio do CD Aves, na Vila das Aves.

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores:

1-0, Guedes, 43 minutos.

1-1, Mauro Dalla Costa, 53'. 

Desportivo das Aves: Quim, Chico, Romaric (Renato Reis, 76), Marcos Valente, André Dias, Ericsson, Tarcísio, Pedró, Theo Mendy, Fernando Silva (Zé Valente, 35) e Guedes (Felipe Martins, 63). 

(Suplentes: Diogo Freire, Felipe Martins, Zé Valente, Renato Reis, Serhii, Vítor Alves, Emanuel).

Treinador: Ulisses Morais.

Freamunde: Marco, David Bruno, Rocha, Luís Pedro, Rainho, Robson, Grilo, Pedro Pereira (Celeste, 46), Pedrinho (Ivan Perez, 69), Fausto e Mauro dalla Costa (Cafu, 79).

(Suplentes: Rui Nereu, Eridson, Ivan Perez, Huguinho, Cafu, Celeste e Anderson).

Treinador: Carlos Brito.

Árbitro: Rui Oliveira (Porto).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Fernando Silva (14), Chico (16), Romaric (31), Rocha (42), Celeste e Theo Mendy (54), Tarcísio (66), Mauro dalla Costa (75), André Dias (90+4).

Assistência: cerca de 1.100 espetadores.

@Record

PONTUAÇÃO INDIVIDUAL

MARCO - 8
DAVID BRUNO - 7
LUÍS PEDRO - 6
ROCHA - 7
RAÍNHO - 7
GRILO - 6
ROBSON - 5
PEDRINHO - 6
PEDRO PEREIRA - 1
FAUSTO - 6
DALLA COSTA - 7
CELESTE - 6
IVAN PEREZ - 1
CAFU - 2

MELHOR EM CAMPO - MARCO - Não teve muito trabalho mas fez 3 grandes defesas decisivas.